segunda-feira, 29 de agosto de 2016

O DIA D



O fim de uma era de corrupção e ditadura disfarçada chega ao fim hoje com o impeachment da presidente Dilma e com ela a mancha vermelha que o PT deixou no Brasil, essa mancha de sangue que trouxe esvaziamento dos cofres públicos, o aumento da desigualdade social, o separatismo da nação e a dominância dos três poderes.
Mas essa não é o fim da guerra, é apenas uma batalha ganha, ainda há muito por fazer, o PT ainda tem muitos tentáculos que precisam ser cortados, e toda a podridão seja lavada, não importa o partido, o que importa é o caráter.
Corruptos e irresponsáveis não podem representar uma nação poderosa, rica e de um povo trabalhador como o Brasil.

O fim do PT, o fim da Dilma, o fim do Lula, o fim da esquerda corrupta, o fim do Foro de São Paulo, e o recomeço de uma nova vida para o povo brasileiro.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016


A LAVA JATO PERTENCE AO POVO BRASILEIRO





Apenas um recado ao Ilustríssimo senhor Gilmar Mendes, que após as investigações da lava jato respingar no supremo ele decidiu se posicionar contra as investigações.
Esses senhores de Toga não estão acima das leis,  e muito menos do bem e do mal.
As investigações tem que continuar, doa a quem doer, atinja a quem atingir, a sujeira do nosso país tem que ser eliminada.

A lava jato não está sozinha, o povo "coerente" brasileiro está com os investigadores, com os promotores e com o Sérgio Mouro.



CONSULTA PÚBLICA


Você tem muitos direitos, e entre eles o de escolher quantos deputados e senadores devem trabalhar para você.
Atualmente, a Câmara dos Deputados compõe-se de 513 (quinhentos e treze) membros, e esse número deve ser reduzido para 386, o que ainda é muito, porém já é um avanço que responde a voz do povo, além de uma economia gigante aos cofres públicos, pois com esses deputados ainda vem centenas de assessores e secretários e muitos outros empregos diretos e indiretos, que apenas querem mamar nas tetas do governo.
Na Câmara, a proposta mantém o critério de representação proporcional à população de cada unidade da federação, mas o número mínimo de deputados passaria de oito para seis e o máximo de 70 para 53.
As chances para que isso ocorro são mínimas, mais é importante você se posicionar, e mostrar que o povo brasileiro está de olho e vigilante ao que acontece nos três poderes.
Vote!
Dê sua opinião, são seja omisso ao que querem fazer com seus direitos e seu país.
Ame o Brasil e Lute por ele

Link para votação:
http://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=122432v


segunda-feira, 8 de agosto de 2016


LEI MUNICIPAL QUE FAVORECE AS MULHERES E IDOSOSSOBRE DESCER FORA DO PONTO



Prefeito Fernando Haddad sancionou no dia 15.07.2016, Lei Municipal Nº 16.490, a qual garante o desembarque, dentro do percurso da linha em qualquer local que o usuário reconheça como seguro. No intervalo das 22:00 as 5:00 horas.O projeto de lei de 2014 de autoria Gilberto Natalini (PV) tem como objetivo proteger idosos e mulheres que possui maior vulnerabilidade, e  que são as maiores vitimas de violências.Em recente reportagem do dia 19/07 do Jornal Bom  Dia São Paulo mostrou o desconhecimento de alguns motoristas sobre esse decreto.A desinformação dos motoristas pode estar relacionado com o fato de haver um decreto, anterior a essa lei, que obriga os motoristas a pararem  para embarque e desembarque fora do ponto de ônibus somente após às 23h. Esse decreto vale para homens e mulheres, e não só mulheres e idosos, como a lei atual.As informações inda estão tão desencontradas que  relações públicas Ana Caroline de Almeida, de 24 anos, precisou ser um tanto quanto didática para conseguir descer fora do ponto. Ela imprimiu notícias com a nova lei para mostrar aos motoristas.A ideia veio após um motorista se recusar a parar no dia 19/07, alegando que a medida só valia após as 23h. “Desci no ponto, fui meio correndo pra casa”, disse Ana, que mora na Zona Leste de São Paulo Ela conta que toda noite pede para que “algum homem da casa” a busque, ou o pai, ou o avô, ou o irmão. “Já fui assaltada perto, na rua de cima, é super perigoso”.



      









Agora vamos analisar qual seria o interesse das empresas de ônibus em não divulgar ar a lei.  Para a empresa o fato de o ônibus parar fora dos pontos iria acarretar na maior demora na viagem e consequentemente maior consumo de combustível , como argumentou o representante da linha, do caso da jovem Ana Caroline de Almeida,  . Porém o objetivo da lei é resguardar a segurança das populações mais vulneráveis, no caso mulheres e idosos.Segundo dados recentes da secretaria de segurança pública de São Paulo após as 22:00 há um aumento nos casos de estupros e latrocínios. Fato o qual da maior força para a lei e consequente importância da divulgação desta para toda população.



 Fonte: http://www.ssp.sp.gov.br/novaestatistica/Pesquisa.aspx

   Segue a lei na integra.  Lei Municipal Nº 16.490, de 15.07.2016: Dispõe sobre o desembarque de mulheres e idosos, usuários do Sistema de Transporte Coletivo, e dá outras providências.Fonte: Administração do Site, DOC, de 16.07.2016, p. 116/07/2016Lei Municipal Nº 16.490, de 15.07.2016: Dispõe sobre o desembarque de mulheres e idosos, usuários do Sistema de Transporte Coletivo, e dá outras providências. FERNANDO HADDAD, Prefeito do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, faz saber que a Câmara Municipal, em sessão de 22 de junho de 2016, decretou e eu promulgo a seguinte lei: Art. 1º As mulheres e os idosos que utilizam o transporte coletivo urbano de passageiros podem optar pelo local mais seguro e acessível para desembarque a partir das 22 horas e até às 5 horas do dia seguinte. Art. 2º A parada para desembarque deverá ocorrer em local que obedeça ao trajeto regular da linha e onde não seja proibida a parada de veículos. Art. 3º As despesas decorrentes desta lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário. Art. 4º O Executivo regulamentará esta lei, no que couber, no prazo máximo de 60 (sessenta) dias a contar da data de sua publicação. Art. 5º Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, aos 15 de julho de 2016, 463º da fundação de São Paulo. FERNANDO HADDAD, PREFEITO FRANCISCO MACENA DA SILVA, Secretário do Governo Municipal Publicada na Secretaria do Governo Municipal, em 15 de julho de 2016.   Fonte: http://www2.oabsp.org.br/asp/clipping_jur/ClippingJurDetalhe.asp?id_noticias=24096 

 



Fábio Lins




A mais nova voz do site "Radar de Opiniões", Fábio Lins é produtor, e crítico, com formação em Engenharia da computação, e com especialização em produção artística, tem uma visão técnica do mundo da tecnologia e da arte..

Da a César o que é de César



O Brasil está em recessão, passando por um dos momentos mais difíceis de sua história, foi assaltado de forma vergonhosa e criminal, o povo sofrendo desempregado, endividado, sem dinheiro sequer para se alimentar, por pouco o Brasil não se tornou uma Venezuela ou algo pior.
E mesmo assim querem entregar a César o que é de César, mesmo em um momento tão difícil como esse.

Eis que o Senado aprova um aumento de mais de 5 mil para o supremo.
O caso aqui não é o merecimento do aumento para a função, e sim o momento crucial em que o país está vivendo.

Pois o aumento no salário dos ministros do supremo que atualmente já ultrapassa a bagatela de 33 mil reais, irá ter uma somatória de mais 5 mil em seus “holerites.”
Isso por si só já abriria um buraco nos cofres públicos que já quase vazios padecem ao serem tombados pelos governantes corruptos em sua maioria do partido do PT que os dominavam com mão de ferro.

Porém o buraco que já era grande pode se tornar um buraco negro pois o aumento do salário do supremo tem um efeito devastador nas finanças escassas do país, pois esse aumento atingirá a todos os magistrados federais e estaduais, ministros e conselheiros de tribunais de contas e salários de parlamentares, chegando inclusive aos vereadores, sabendo no entanto que no Brasil temos mais 57 mil vereadores eleitos a cada 4 anos, já da para perceber a magnitude dos gastos que estão por vim.
O gastos previsto com essa brincadeira irresponsável do senado brasileiro é de exatamente R$ 13,5 bilhões até 2018.

O fato é que tanto o Brasil quanto os brasileiros não suportam mais os senhores feudais e suas cargas tributárias e nem sustentar seus luxos e nem suas luxúrias.

O povo não quer mais dar a César o que é de César, pois esse tal César não enxerga o povo, apenas olha para suas moedas que estampam suas faces sujas de corrupção e do sangue inocente de um povo massacrado pelo esquecimento e humilhação.