segunda-feira, 2 de maio de 2016

A contagem continua




Um governo sem escrúpulos




Mais uma vez o governo do PT mostra a falta de caráter que só eles têm acima de tudo e de todos.
Iriam gastar uma bagatela de R$ 100 milhões com publicidade para esse governo de fachada, governo que chegou ao poder com publicidades enganosas do marqueteiro João Santana que por sua vez está atrás das grades.

Porém no meio do caminho estava o ministro da suprema corte Gilmar Mendes que já demonstrou diversas vezes não compactuar com a quadrilha petista e resolveu suspender a liberação da verba para publicidade do governo.



Um país à beira do caos com tantos desempregados e tanta gente passando necessidade, os hospitais esbarrotados e as escolas sucateadas, um povo abandonado por aqueles que deviam representá-los, mas que os oprime, e ainda são obrigados a enfiar goela abaixo 100 milhões de DINHEIRO PÚBLICO, em publicidades fantasiosas de um governo de faz de contas.

O governo federal solicitou um crédito de emergência de R$ 100 milhões para investir em suas publicidades, mas o governo desconhece o artigo 167 do parágrafo 3º da constituição federal, artigo esse que foi lembrado pelo ministro Gilmar Mendes, segundo o ministro essa solicitação fere o artigo, pois o crédito extraordinário previsto na medida provisória MP, são liberados apenas para casos de urgências como no caso de calamidade pública. 
Porém quem está provocando esta calamidade pública é o próprio governo federal com seus gastos desnecessário e sua roubalheira.