quarta-feira, 18 de maio de 2016


A importância do Ministério da Cultura
Será???





O certo é que esse tal ministério da cultura favorece apenas um por cento da classe de artistas já privilegiada e que não precisa. Enquanto os milhares que restam, vivem, ou sobrevivem...
Porém, não da arte.
E muito menos do apoio do governo ou do fantasioso Ministério da Cultura
Um país onde artistas precisam dar o sangue para pagar por um espaço onde quer se apresentar.
Onde precisam bancar do próprio bolso suas publicações para que suas memórias literárias sejam eternizadas.
Onde desembolsam o que não tem para gravar, editar e vender suas canções.
Onde estudam uma vida para se formar artistas e sem oportunidade terminam essa mesma vida sem pisar em um tablado, ou experimentar os holofotes do sucesso, e só vêem as portas se fechando.
Onde está o governo e o ministério da cultura que não ver esse rico país de cultura e artistas morrer empobrecido em um silêncio de aplausos de um teatro imaginário e vazio.

 Daniel Marx




Um governo que doutrina o povo a separar pessoas por cultura ou subcultura são ignorantes e regredidos, pois sejam negros, brancos, homossexuais, héteros, cristãos, católicos, velhos, jovens ou seja qual status estejam colocados, antes de tudo são humanos, são pessoas, vivem, choram, sorriem e compartilham da mesma luz, mesmo que não tenham os mesmos privilégios.

Cotas são a desculpa de um governo fracassado que não consegue reger o país, e implementa na cabeça dos cidadãos que eles por serem negros são menos capazes do que outros que são brancos, mesmo que este negro esteja empregado, tenha moradia própria e viva de acordo com um cidadão branco de classe média, em contra partida um homem branco que não teve oportunidade de estudos, mora de aluguel e muitas vezes não tem o que comer não pode se beneficiar do mesmo status do negro por causa do tom da sua pele, ou seja, é descriminado por ser branco, e nunca  terá as oportunidades de ascender a uma classe mais favorecida por que não pode pagar seus estudos.

Até quando vamos carregar nas costas a culpa de mais de quatrocentos anos que nos jogam de termos trazidos o povo negro da África?

E os brancos que desde outrora também nunca  tiveram oportunidades e nunca  terão?

Isso deve acabar, as oportunidade devem ajudar a quem precisa  pelas suas condições financeiras e não pela sua cor, sejam negros, brancos, amarelos ou vermelhos.

Vivemos em um mundo que precisamos de paz, então não vamos viver em um conflitos religiosos por que uma tribo reza  diante de imagens, por que outra tribo pede dinheiro aos seus fiéis  e outra que nem se quer adoram a algum deus.

Deixem que cada um seja feliz a sua maneira, cada um ame a quem quiser amar, que adorem ao deus que escolher, o certo é que no final todos prestaremos conta a um único Deus, então por que a diferença do outro me incomoda, o que o outro faz me incomoda, será que o problema é que o outro é feliz e eu não?

Por que perseguir os homossexuais? Por que o ser que eu gosto é do sexo oposto? Por que descriminar quando devíamos abraçar, por que mostrar tanto ódio quando eu devia demostrar amor? Será que a felicidade do outro que eu julgo diferente não incomoda por que na verdade eu sou o diferente?

Não importa o que o outro faça, você não é juiz, você não pode decidir pela sua vida, se ele estiver errado e não você, ele será julgado por um juiz muito maior do que os juízes terrestres, então pare de apontar, pare de acusar, lance sorrisos, lance abraços, deseje a felicidade do próximo, independente do que ele faça, da cor da sua pele, da sua opção sexual, da sua crença.

Seja o primeiro a segurá-lo quando ele tropeçar e não o primeiro a apedrejá-lo quando ele cair.

Repense no que você está fazendo da sua vida, será que você passou tanto tempo olhando a vida do outro que esqueceu da sua?

Então quando você se olhar no espelho o que verá é uma pessoa amargurada e infeliz? Uma pessoa que nunca se deu a oportunidade de viver uma vida feliz por que estava muito ocupado cuidando da vida dos outros?

Pois digo que talvez seja muito tarde para você, talvez tenha perdido muitos anos da sua vida sendo e vivendo o outro e deixando de ser e viver você mesmo, talvez seja tarde, mas não é o fim.

Então viva o tempo que lhe resta, a oportunidade que o Deus que está acima de você te deu para viver, e mude agora, você ainda está vivo e pode mudar, pode ser feliz, não deixe que um governo te doutrine, não deixe que uma pessoa mude seus pensamentos de forma negativa, você verá que é muito mais fácil abraçar do que bater, será muito mais fácil elogiar do que criticar, será muito mais fácil sorrir do que resmungar e esbravejar.

Será muito mais fácil ser feliz do que viver na condenação da infelicidade.

Portanto der uma oportunidade a você hoje, e permita viver o tempo que lhe resta, seja muito ou pouco, mas permita que você seja feliz.

Então a diferença que você deve matar, é a que vive dentro de você, a que te mata, a que te amargura e não te permite ser feliz.


Mate essa diferença, onde ver diferença em tudo e em todos.

Daniel Marx